Educação | Imigração | Vida no Canadá

AEC, DEP, DIPLOMA UNIVERSITÁRIO …..  QUAL O MELHOR DIPLOMA PARA O MEU PROJETO “VIVER NO QUÉBEC”

Por Rogério Tanganelli

Dowtown Montréal

O sonho continua. Muita gente tem o Québec em mente e no coração. O desejo é imigrar para a província mais europeia da América do Norte. A pergunta de ouro hoje é. Qual formação educacional vai me ajudar nessa missão.

Não custa nada uma breve explicação. O Québec tem um processo próprio de imigração. Significa que a província goza de autonomia e pode “escolher” seus próprios imigrantes. Para isso ela emite um documento chamado CSQ (Certificado de Seleção do Québec). Com este papel o imigrante pode pedir a “residência permanente”  no Canadá. Quem autoriza este último documento é a Federação.

A primeira coisa que muita gente precisa entender é quais são os métodos hoje para conquistar o CSQ e consequentemente alcançar o a residência.

Para ajudar a entender este processo e responder a pergunta do título eu realizei uma entrevista com a advogada Lucie David, consultora em imigração e especialista em educação no Québec. Madame Lucie me diz logo de cara que a escolha da formação deve ser guiada pelos objetivos profissionais  e busca pelo conhecimento e não somente como estratégia para imigrar. Ela explica que hoje basicamente temos 3 métodos principais para se obter o CSQ.

Abaixo uma explicação dos 3.

1º É o processo de sistema de pontos.

Você precisa somar uma quantidade x de pontos para ser aceito. Entre os critérios que contam na soma dos pontos está a idade, filhos, nível linguístico comprovado através de certificado, profissão e formação.

2º O segundo processo é o PEQ estudo.

Se você concluir uma das seguintes formações,

  • DEP (Diplôme d’études professionnelles) de 1800 horas de formação ou mais
  • DEP seguido de um ASP (Attestation de spécialisation professionnelle), cuja carga horária somada alcance 1800 horas de formação
  • DEC (Diplôme d’études collégiales) em uma formação técnica
  • Graduação
  • Mestrado ou MBA
  • Doutorado

Você se torna elegível para o PEQ estudo.

3º O terceiro é o PEQ trabalho.

Caso você seja contratado por uma empresa deve trabalhar por no mínimo 12 dos 24 meses precedentes ao pedido do CSQ, você pode pedir o CSQ.

Qual dos três é o melhor ?

Madame Lucie David me diz que o método escolhido muda de caso a caso e que enquanto para uns o PEQ estudo pode ser a melhor opção, para outros o sistema de pontos ainda é a melhor saída. Por isso ela reforça a importância de consultar pessoas capacitadas e credenciadas pelo governo para falar sobre o assunto.

Lucie diz ainda que o Peq Estudo (2) é o mais procurado atualmente pelos imigrantes, isso por que após a conclusão do curso ele pode obter o CSQ de forma mais rápida e o sistema de pontos não interfere. No PEQ estudo o estudante não pode esquecer apenas que deve comprovar através de um teste o nível de Francês.

O PEQ trabalho (3) é um pouco mais difícil por que necessita do engajamento do empregador, o que dificulta o caminho de muita gente. E não são todos as profissões e áreas que são aceitas pelo processo. Pelo fato de não depender apenas dos esforços do imigrante, este modelo se torna um pouco mais complicado.

O sistema de pontos (1), o mais tradicional, continua a funcionar. O problema dele para muitos é a espera. Existe uma longa fila e o processo hoje tem levado bastante tempo para quem está fora do Canadá, desmotivando a muitos. Existe uma quantidade limitada de processos tratados anualmente, isso cria uma corrida e uma competição entre os candidatos para ver quem chega primeiro. O Governo já tem anunciado mudanças neste quesito.

Lucie me faz um comparativo de casos para mostrar como é vantajoso saber realizar escolhas. Para ela, o PEQ na cabeça de muitos se tornou o caminho mais seguro. Muita gente opta por acreditar que hoje é a única forma de se chegar ao CSQ. Ela diz ainda que o imigrante não leva em consideração fatores importantes na vida de qualquer um que está começando vida nova em terra estrangeira. Tempo e dinheiro. Os cursos que dão direto ao PEQ são mais caros e mais longos, pois são cursos, como no caso do DEP de 1800horas, que podem durar até três anos. Os cursos universitários exigem uma dedicação nível acadêmico e custam ainda mais caro, mas podem durar menos. Outro fator é que muita gente não aprende a escolher um curso que irá lhe ajudar não somente no processo, mas principalmente enriquecer a própria carreira profissional como já citado. Por isso tem gente mal orientada da área da saúde que acaba fazendo um DEP em mecânica somente para obter as 1800horas.

Para terminar ela explica que optar pelo processo de seleção por pontos estando no Québec é bem mais fácil, pois o residente temporário não precisa enfrentar a fila de quem está fora do Canadá. É nessa hora que o estudante pode contar com cursos como o AEC. São cursos de curta duração, se comparados aos DEPs de 1800 horas e com preços também muito menores. Enquanto um aluno está no meio da formação do DEP para alcançar o PEQ, o estudante de um AEC por exemplo já deu entrada no processo de pontos e pode obter o CSQ antes que o aluno do DEP conclua sua formação. Além de economizar em dinheiro, o estudante do AEC só passa o primeiro ano na sala de aula enquanto no segundo ano pode passar trabalhando após ter dado entrada no PGWP ( o pós graduation work permit ). A variedade dos cursos AECs são maiores no mercado e o aluno pode optar por formações dentro da própria área. Lucie David diz que se o objetivo é vir morar no Canadá, é importante pensar em investir em estudos que vão ajudar o estrangeiro na integração e adaptação neste novo país.

Para traçar o seu plano busque sempre informações oficiais disponibilzadas pelo governo do Québec e pelo governo Federal ou consulte um profissional habilitado para te orientar.

Informações sobre o Peq Trabaho

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/immigrer-installer/travailleurs-temporaires/demeurer-quebec/demande-csq/travailleurs-peq/conditions-marche-suivre.html

Site para avaliação dos pontos

http://www.form.services.micc.gouv.qc.ca/epi/index.jsp?languageCode=fr

#8 – Cégep – College. Os segredos do ensino médio em Montreal.

Textos relacionados

O impacto de voltar ao Brasil como visitante Já li muitas histórias de pessoas que largaram tudo no Brasil e vieram para o Canadá, e o que vocês, leitores, leem mais pela internet, inclusive aqui no Montreal na Real, são relatos de brasileiros que são encantados pela cultura canadense/quebequense, que filmam, escrevem, fotografam e divulgam o que encontram em terras geladas no Grande Norte. E...
#52 – Bancos alimentares, centros comunitári... O Canadá é o terceiro colocado no ranking de pessoas mais generosas do mundo, com 44% da população doando tempo às organizações sem fins lucrativos. São 16 milhões de pessoas fazendo voluntariado no país!  E o imigrante tem à sua disposição inúmeros centros comunitários que oferecem desde apoio psicológico, à ajuda na busca por emprego, orientação ...
#57 – A maternidade como la é…do lado ... Diz o ditado que ser mãe é padecer no paraíso. E quando a maternidade vem em outro país? Quais são as inseguranças da mãe? E o pai, como entra nessa história? Como enfrentar a distância da família? Especificamente no Canadá, como funciona o sistema de saúde para quem vai dar à luz? Quais são os benefícios do governo para os pais? É verdade que o pa...
#67 – Enfermagem e o sistema de saúde do Qué... Atendendo a pedidos, Montreal na Real na Radio Centre-Ville, traz mais um programa sobre o tão questionado sistema de saúde do Québec. Depois de debatermos com um médico  e falarmos sobre o momento do parto ,  dessa vez trouxemos o tema pela visão dos enfermeiros. Porque o sistema de saúde do Québec é tão questionado? Falta mão de obra? O que pensa...

Sobre o autor
Rogério Tanganelli

Rogério Tanganelli

Rogério Tanganelli é jornalista e conselheiro Internacional em admissões no Collège CDI


Comentários 1

  1. Celso

    Rogério, Eu gostaria de tentar o PEQ trabalho mas tem o problema do work permit para conseguir os 12 meses de trabalho. Como conseguir um work permit maior que 1 ano tendo que cursar um AEC de 1 ano ? Pensei na opção do companheiro se matricular em algum curso para pedir novo visto de estudo/trabalho para o casal. Mas para o solteiro não teria jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.