Imigração

A importância de informações precisas no início do processo

Por Eder C. Matias

 

Salve galera do MontrealNaReal!

Desculpem a demora para uma nova postagem, mas estava agilizando documentação para dossiê do Mon Projet Quebec (MP!), e além disso em Julho me desliguei do mundo para minhas merecidas férias. Foram vinte dias ausentes do mundo, só curtindo minha família e um bom descanso. Mas agora estou de volta!

O bom das férias foi ter tempo para organizar os próximos passos do processo de imigração. Haja coisa para organizar!

PESQUISAS ON LINE

Tenho acompanhado várias informações da galera que está aplicando ou já aplicou recentemente ao processo de residente permanente do Quebec. A internet é uma benção, mas ao mesmo tempo é um campo fértil para “lixo” e desencontro de informação. Falei anteriormente que é necessário ter parcimônia nas pesquisas, pois o processo muda toda hora.

A dica é: Sempre acompanhe as informações oficiais, do site oficial. O que não entender a galera das mídias sociais pode ajudar, mas você precisa dar os primeiros sozinho!

Achei muito interessante um caso de um colega de trabalho que estava se preparando baseado num blog de alguém que aplicou em 2014, e para o Express Entry Federal. Tomem cuidado! Usem aquele filtro do Google para filtrar dados do último ano para ter informações mais frescas.

 

DESENCONTRO DE INFORMAÇÕES

Tenho várias pessoas no meu ciclo pessoal e de trabalho que estão com a ideia de “ir para o Canadá”. Conforme citado anteriormente, muitas vezes é “fogo de palha”. Os interessados mal conhecem o site oficial de imigração do Canadá, e em casos mais extremos não sabem que o Canadá tem um ministério só para este assunto.

Sabiam que para criar o dossiê no site Mon Projet Quebec você precisar ter o passaporte válido? Pois é… Agora pense no problema que está sendo tirar passaporte no Brasil, em meados de Junho, pois a casa da moeda informou que teve um problema com a máquina que imprime o papel dos passaportes.

Houve uma série de problemas, todos ao mesmo tempo, e isso só atrapalha os planos de imigrar ou viajar para o exterior.

Não bastasse este “pequeno” problema, outras coisas estranhas que aconteceram:

– Foi noticiado nas rádios que houve também falta de papel moeda.

– Houve casos de passaportes emitidos sem a furação de número, e com certeza isso deve gerar algum problema no país que deseja ir, pois se trata de um dos 20 itens de segurança do documento.

– Os prazos aumentaram exponencialmente para emissão dos documentos, chagando a mais de 90 dias, e mesmo pagando passaporte de urgência, levava mais de 15 dias!

Outro caso que me chamou a atenção é sobre a parte de formação para postagem no MPQ.  A questão maior é: Precisa ou não do diploma?

Para os casos de trabalhador qualificado há um formulário chamado ” Documents à soumettre à l’appui de la demande de Certificat de sélection du Québec Travailleurs qualifiés (programme régulier)”. Este formulário tem tudo o que o MIDI irá solicitar, e na parte de formação, item 19, está escrito assim: Si vous ou votre conjoint ou conjointe n’avez pas encore reçu votre diplôme au moment de la présentation de votre demande, vous devez fournir um document attestant la réussite du programme d’études. Isso significa que se não houver o diploma, o histórico escolar servirá, pois nele contem todos os dados da instituição, tem carimbo, tem assinatura do responsável da instituição, tem data de início e conclusão, e em alguns casos, a data de quando o diploma foi emitido e da colação de graus (ato solene aonde efetivamente consta que você se formou). Este leva em média 15 dias para ter em mãos, mas se você realmente deseja enviar o diploma, tenha paciência e desembolse uns R$ 300,00 (+ ou -), além de ter que esperar muito tempo (em média 180 dias).

 

MUDANÇAS CONTÍNUAS NO PROCESSO

Há boatos que o Quebec vai mudar o processo de “First In – First Out” para “Greatest qualified”. Justo? Injusto? Não sei! O Quebec precisa olhar para o próprio umbigo e mudar o processo conforme sua demanda. Podem chorar, espernear, etc, mas, se não der agora, se prepare no Brasil para futuramente você se tornar um potencial candidato.

Acredito que até o final de 2016 não teremos mudanças significativas no processo, mas em 2017 é muito provável que alguma coisa mude substancialmente. Aguardemos novas informações

 

Grande abraço e até a próxima!

 

 

Textos relacionados

#10 – O momento do parto no Brasil e no Cana... Montreal na Real entrou no debate que está pegando fogo nesse momento tanto no Brasil quando no Canadá sobre parto normal x cesariana. Como funciona o sistema de saúde nessa questão em cada país? Quem decide o tipo de parto, a mãe ou o médico? Você é a favor ou contra os partos realizados em casa? Para esclarecer essas e outras questões entrevistam...
Montreal é um paraíso para nerds e geeks Montreal é conhecida por ser uma cidade bilíngue, cheia de diversidade, com belos parques e paisagens, festivais e, principalmente, multicultural. Mas o que muita gente não sabe é que a cidade tem um lado nerd/geek muito forte. Montreal é o quinto maior centro de desenvolvimento de jogos do mundo. Vocês podem ler mais sobre a indústria de games aqu...
#15 – Notário, o desenrolador de burocracia,... Está vivendo seu sonho de morar nas Terras Geladas e resolveu se casar. Ou fazer a hipoteca da casa. Quem sabe seu testamento, pensando no futuro dos filhos. Quer assinar aquele contrato de união estável. Quem resolve isso tudo? Como proceder? Para responder a essas e demais questões, Macio Ribeiro e Janaína Nicolau recebem na Radio Centre-Ville...
Pela primeira vez no Canadá mais idosos que crianç... O envelhecimento da população no Canadá se acelera. Pela primeira vez no país o número de idosos ultrapassa o número de crianças. A realidade do país tem seu reflexo na população do Québec. Os dados revelados hoje são do Statistique Canada. Aumento extraordinário de centenários Pessoas com mais de 100 anos são cada vez mais numerosas no p...

Sobre o autor
Eder C. Matias

Eder C. Matias

Consultor sênior de projetos de BI (Business Intelligence), professor universitário, pai, marido, morador de Curitiba e futuro imigrante no Canadá.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.