Dicas | Imigração

Advogada especialista responde dúvidas sobre o processo de imigração por Québec

Por montrealnareal

Sempre em busca de precisão nas informações que transmitimos a quem nos acompanha, Montreal na Real foi atrás de uma especialista para responder às perguntas mais frenqüentes que recebemos sobre o processo de trabalhador qualificado de Québec.  Entrevistamos a advogada especialista em direito de imigração, doutora Paula Barcellos, que mora em Montréal há 10 anos e advoga na área há mais de seis, para responder às perguntas dos nossos ouvintes e leitores e, assim, ajudar o maior número de pessoas que sonham morar na parte francesa do Canadá.

Nesse exato momento, o processo está aberto para envio de dossiês até 15 de dezembro.  Serão aceitos 3500 pedidos na primeira leva, pelo correio, e mais 2800 serão aceitos de 18 de janeiro a 31 de março de 2016 no novo sistema online.

Como costumamos frisar em nossos textos, vídeos e podcasts, é importante buscar informações nas fontes oficiais e com especialistas para não ter seu sonho frustrado. Por isso, deixaremos alguns links importantes ao logo e ao final da entrevista. Confira:

Qual a exigência do idioma aceitável pelo Ministério da Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec ? O candidado é obrigado a ter o teste de proficiência ou isso é facultativo caso já tenha pontos suficientes com os outros critérios?  (alguns ouvintes falaram que mesmo colocando zero no idioma no teste online do site da imigração,  conseguem pontos suficientes para serem aceitos)

Paula Barcellos: Segundo as regras, para o processo de trabalhador qualificado regular, o candidato podera enviar o seu pedido sem o teste de proficiência se ele não pretende acumular pontos nesta área.  Porém, é importante ressaltar que candidatos que não apresentam o exame de proficiência têm mais chances de serem chamados para uma entrevista afim de avaliar o nivel do francês.

Como saber se minha profissão é elegível para o processo? Caso ela não esteja na lista isso quer dizer que não posso participar do processo?

Para saber se a sua profissão pontua no processo de seleção do Québec, consultar a seguinte lista:

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/publications/fr/divers/liste-formation.pdf  

Se a sua profissão não figura nesta lista, provavelmente você não atingirá os pontos necessários para receber o CSQ.

Para onde enviar a documentação?

De 04 de novembro à 15 dezembro 2015, os pedidos de CSQ deverão ser enviados à Montréal :

Direction du courrier, de l’encaissement et de l’évaluation comparative – Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion, 285, rue Notre-Dame Ouest, 4e étage, Montréal (Québec)  H2Y 1T8  Canada.

À partir do dia 18 de janeiro, os pedidos deverão ser enviados pelo site do Ministério.

O processo exige equivalência de diplomas ou apenas tradução juramentada do documento para as profissões que estão na lista ? Há uma grande confusão entre os candidatos se precisa já fazer a equivalência ou apenas tradução juramentada.

Não é necessario fazer a equivalencia de diploma para começar o processo de imigração. O que se exige é a tradução juramentada do diploma.

Sobre as cópias certificadas de comprovação de estudos, uma cópia autenticada dos originais em cartório serviria no caso de você não conseguir a original na instituição de origem?

Sim, uma cópia autenticada é o suficiente para começar o processo, porém se o candidato for chamado para uma entrevista, eles poderão solicitar que ele compareça com todos os documentos originais. Assim, é aconselhavel providenciar o original do diploma ou historico escolar.

Caso seja eleito e consiga o visto,  a pessoa é obrigada a permanecer em Québec ou pode morar em outra província? Caso saia da província,  isso atrapalharia a renovação do visto ou pedido de cidadania?

Para ser aceito pela provincia do Québec, o candidato deve assinar uma declaração onde ele se compromete a se estabelecer no Québec. Porém, a pessoa não é obrigada a permanecer no Québec eternamente. Ela poderá sim se mudar, mas não é aconselhavel fazê-lo logo nos primeiros anos, pois isto poderá atrapalhar a renovaçao da carteira de residência permanente e mesmo a cidadania.

Sobre a garantia financeira, em algum momento é exigida essa comprovação ou é somente cobrado numa eventual chegada no Quebec? (quanto é a garantia exigida?)

Ao chegar no Canadá, em regra o serviço de imigração checará toda a sua documentação, incluindo a prova dos recursos financeiros. O ideal é que a pessoa tenha o dinheiro com ela no momento da entrada no país ou em uma conta em seu nome em uma instituição bancária canadense.

Os valores exigidos são atualizados anualmente. Para 2015, consultar: https://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/publications/fr/dcs/A-0522-OF-dyn.pdf

Existe alguma maneira de ter ideia do tempo que o processo vai demorar?

O tempo de análise do pedido pode ser consultado nos links:

http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/immigrer-installer/etudiants/demeurer-quebec/demande-csq/etudiants-quebec/delais-tableaux.php (para o pedido de CSQ)

e http://www.cic.gc.ca/francais/information/delais/perm/qualifies-que.asp (para a etapa federal)

Existe alguma estimativa do governo para reabrir o processo?

De 04 de novembro à 15 dezembro 2015, o Ministério da Imigraçao do Québec aceitara 3.500 pedidos de CSQ (versao papel). Todos os pedidos deverao ser enviados à

Direction du courrier, de l’encaissement et de l’évaluation comparative – Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion, 285, rue Notre-Dame Ouest, 4e étage, Montréal (Québec)  H2Y 1T8  Canada, pouco importa a residência do candidato.

Mais 2.800 pedidos serao aceitos entre 18 de janeiro e 31 de março 2016, porém estes pedidos deverao ser enviados através do site do Ministério e nao mais em papel.

Vale lembrar que em alguns casos especificos, o Ministério recebera o pedido de imigraçao mesmo fora dos periodos acima especificados. Estas exceçoes podem ser consultadas no link  http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/informations/regles-procedures.html

Dicas para não errar e ter seu processo devolvido.

Preencha atentivamente todos os formularios e os revise pelo menos duas vezes. Faça o mesmo com os documentos. Assegure-se de enviar todos os documentos solicitados.

————————————————————————————————————————–

Caso queira entender ainda mais sobre os processos de imigração, fizemos dois programas de rádio especiais que você pode ouvir em formato podcast clicando abaixo.  Um deles, inclusive, com a doutora Paula Barcellos que nos deu a entrevista acima.

#13 – Imigração para o Canada

#42 – Você sabe quais são seus direitos?

 

Boa sorte!!

 

 

Textos relacionados

#72 – 10 assuntos quentes e atuais da vida ... Quebrando o protocolo,  Montreal na Real na Radio Centre-Ville dessa semana decidiu não debater apenas um tema, mas 10 assuntos ligados ao dia-a-dia das Terras geladas! Marcio, Cida de Roussan e Tati Garrafa voltaram ao formato que já foi usado em outros programas e separaram vários assuntos quentes tanto no Brasil quanto no Canadá. Mas sem perder ...
#47 – Custo de vida Nesse programa em formato de revista eletrônica com comentários e debates sobre o que acontece atualmente no Canadá,  Marcio Ribeiro e Cida de Roussan aproveitaram a semana de reabertura do processo de imigração por Québec para discutir o custo de vida na parte francesa do Canadá. Quanto custa em média os aluguéis? Cesta básica? Luz? Telefone? T...
#77 – Atualidades Nesse programa, Marcio Ribeiro, Cida de Roussan e Tati Garrafa debatem temas atuais ligados ao dia-a-dia de Montreal como: Nova política de estacionamento para Montreal, com foco na proteção ambiental. Com participação por telefone do engenheiro de tráfego da prefeitura de Montreal, Caio Orselli. Inauguração do novo observatório na Place Vi...
#14 – Especial de Carnaval Colocamos fogo no gelo! Programa especial sobre a história e as tradições das principais festas de Carnaval no Brasil.  Como surgiram os blocos cariocas. Quais os ritmos de Recife e Olinda.  Você sabe como surgiu o Axé Music? Reportagem especial do jornalista José Raimundo, da TV Globo, diretamente do carnaval de Salvador. Além disso, muito samb...

Sobre o autor

montrealnareal

Facebook Twitter

A vida como ela é no lado francês do Canadá! Programas de rádio, vídeos, textos, produzidos por jornalistas, como participação de especialistas! No ar desde julho de 2014.


Comentários 16

  1. Post
    Author
  2. Raphael Gaeta

    Olá, boa tarde! Eu sou casado com um canadense há 2 anos, e atualmente estamos morando no Brasil, mas com planos de mudar para o Canada em 2018. Chequei a lista e minha profissão e a dele estão lá. Falamos francês básico (mas estamos estudando), e já visitamos Quebec algumas vezes. Por ele ser canadense, tem outro jeito de eu conseguir imigrar para Quebec? Ou só pelo trabalho/estudo?
    Muito Obrigado!

  3. Post
    Author
    montrealnareal

    Olá Vivian, não somos especialistas no processo, mas pelo que ouvimos falar de relatos, dá pra acrescenta-lo. A questão é que provavelmente seu processo vai ficar parado e atrasar, enquanto ele aguarda CSQ dele. Seria interessante conversar com um consultor ou advogado de imigração para ter certeza qual o melhor e mais barato caminho. Se quiser, me escreva no marcio@montrealnareal.com que eu te passo contato de alguém que possa te ajudar de maneira oficial. Abs

  4. Vivian Gonçalves

    queridos,
    Dei entrada no csq nov/15 como solteira e meu csq saiu agora. Mas vou me casar. Será que é viável acrescentar o esposo na etapa federal ou aguardo finalizar o processo, receber o visto e apadrinhar? Mas meu interesse maior é inseri-lo nesse momento da fase federal. será que é possível?? obrigada! 😘

  5. Post
    Author
    montrealnareal

    Já tivemos esse questionamento antes e o que nos foi explicado é que existe uma incongruência exatamente por não aceitarem os certificados como prova de idioma para o processo de imigração. Tem que ser os TCFQ da vida.

  6. Agnez Aquino

    Bom dia, creio que a duvida do Luiz Claudio é a mesma que a minha.
    Mesmo nao sendo imigrantes aqui (com o visto de Open Work Permit por ex), nós podemos fazer os cursos de frances nos centros do governo (Ex eu faco no Centre Lartigue), e la recebemos o certificado de conclusao (que para o proceco de CIDADANIA ele é valido).
    então a pergunta é a seguinte, para o processo de imigração, o certificado destes centros de francizacao, valem como um B2 por exemplo? (Meu caso estou no nivel escrito, como se fosse o nivel 7, o nivel 4 é considerado B2, entao eu estaria acima disso, para eles…)

  7. Post
    Author
  8. Anônimo

    Somente o diploma deve ser feito a tradução juramentada? O restante dos documentos somente cópia autenticada em cartório ou devo juramentar também?

  9. Post
    Author
  10. Post
    Author
    montrealnareal

    O processo de trabalhador qualificado de Québec aceita candidaturas de deterninadas profissões. Veja se a faculdade que você está fazendo está nessa lista e aplique quando terminar. Abs

  11. Post
    Author
  12. mariana de souza carvalho

    É possível desistir do processo após eu ter me inscrito, sem que isso cause prejuízo em futuras candidaturas?

  13. Maria Isabela Fonseca Pires

    “Eu avaliei meus diplomas dentro dos critérios da tabela e obtive nota 55 + 1 (autonomia financeira) = 56 na categoria requerente principal. Considerei francês compreensão oral 6, produção oral 0 (o que não é verdade pois tenho DELF B2 e passei TCF pour le Québec nível C1), e atribui ao inglês 1 + 1, tive séjour no Québec 2011 e 2012 estudos de francês avançado na Universidade então atribui 1 ponto. Total da avaliação 55 + 1 = 56 estando acima do mínimo 49 pontos. Eu tenho 55 anos e sou advogada em pleno exercício no Brasil. Terei oportunidade de ter meu dossiê aceito e ganhar o CSQ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.